quarta-feira, janeiro 14, 2009

O assassinato vai continuar...




Em declaração publicada pelo jornal londrino The Guardian, o líder da oposição, Binyamin Netanyahu, declarou que a vitória de Israel contra o Hamas deve ser clara e que, em última instância, deve ser removido de Gaza.
Declara o líder judeu: "Nós estamos lutando uma guerra justa, talvez a mais justa guerra existe."

Ele disse que Israel não deve se retirar unilateralmente dos território ocupados, incluindo as Colinas de Golan e de partes da Cisjordânia, que foram capturados e ambos ocupados em 1967 a guerra.

Fica claríssimo nas declarações de Netanyahu que Israel pretende exterminar o povo palestino. Vitória clara significa a continuidade do massacre em andamento que já assassinou 1000 palestinos e deixou outros mais 4.000 feridos.
Lutando uma guerra justa? Uma guerra não! Um massacre contra um povo, crianças, mulheres, homens e idosos. Um aniquilamento da sua cultura e história.

Fica claríssimo também que ao afirmar que Israel não devoverá os territórios que invadiu e ocupa, que a política expansionista sionista se manterá

Há uma limpeza étnica ocorrendo na região! Israel é o verdugo do povo palestino

Nenhum comentário:

Arquivo do blog